Celebre o dia do rock com muito estilo

A 13 de julho celebra-se o dia mundial do rock, uma homenagem ao concerto Live Aid que juntou vários artistas em 1985. À boleia desta data conheça as tendências rockeiras desta estação.

A 13 de julho de 1985 o cantor, autor e produtor Bob Geldof organizou o Live Aid, um concerto que juntou bandas e artistas como Queen, Mick Jagger, David Bowie ou U2, e foi transmitido em simultâneo em Inglaterra e nos Estados Unidos da América, com o objetivo de angariar fundos para acabar com a fome na Etiópia. Durante este concerto o cantor Phill Collins explicou que gostaria que aquele fosse considerado “o dia mundial do rock”, e assim foi. Vinte anos depois, em 2005, o evento repetiu-se e aumentou a sua notoriedade, desta vez com o propósito de pressionar os líderes do G8 a perdoar a divida externa dos países mais pobres. Nesse mesmo ano o grupo de rock britânico Pink Floyd voltou a reunir a sua formação clássica, após duas décadas separados.

Apesar de o dia ter nascido oficialmente com o concerto Live Aid, o rock, enquanto estilo musical, surgiu na década de 1940-1950 nos Estados Unidos, tem a guitarra elétrica como instrumento mais comum, combina de vários estilos musicais populares na época, como o country, blues, r&b, folk, jazz ou gospel, tendo-se alastrado por todo o mundo. Com o desenvolvimento do rock and roll não há um registo único que possa ser identificado como o primeiro disco deste género musical.

Ainda assim, “That’s All Right (Mama)”, de 1954, o primeiro single de Elivs Presley foi, segundo uma edição de 2004 da revista Rolling Stone, o primeiro registo deste género. “Strange Things Happening Everyday”, de Sister Rosetta Tharpe, “Rock Awhile”, de Goree Carter, “Rock the Joint” de Jimmy Preston ou “Rock Around the Vlock”, de Billy Haley, também são candidatos ao título.

Em Portugal, Rui Veloso é muitas vezes chamado “pai do rock português”, graças ao seu álbum “Ar de Rock” (1980), que iniciou o boom do novo rock nacional, que marcou o país durante essa década. Também não é por acaso que José Cid é apelidado como “a mãe do rock português”, pois era um dos membros dos Babies, uma banda de versões de Chuck Berry a Fats Domino e um dos primeiro conjuntos de rock nacional.

No que toca à moda, o rock continua a marcar presença nas passerelles e nas montras nacionais e internacionais, sendo muitas vezes mote de inspiração para algumas peças intemporais, arrojadas e cheias de personalidade. Quem não se lembra dos blazers brilhantes do Mick Jagger, dos lenços na cabeça de Axl Rose ou dos acessórios do Steven Tyler?

Pois bem, veja as nossas sugestões e adopte um estilo rockeiro cheio de pinta.

Categorias
Moda
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço