Onde comprar os melhores ovos, coelhos e amêndoas?

É a galinha que põe ovos mas foi o coelho quem ficou associado à Páscoa para sempre. Símbolo de fertilidade, juntou-se ao ovo, às amêndoas e ao chocolate na celebração do renascimento de Jesus Cristo. Conheça a história, as tradições e os melhores sítios, no nosso Centro, para comprar ovos, coelhos e amêndoas. Celebre a quadra mais gulosa do ano com alegria e em família!

A Páscoa é, para os cristãos, a celebração mais importante do calendário religioso. Nesta data, sempre comemorada a um domingo, é celebrada a paixão e a ressurreição de Jesus Cristo, três dias após a sua crucificação. A palavra Páscoa deriva do termo hebraico Pessach, que significa “passagem”, uma referência ao episódio da libertação do povo hebreu do Egipto narrado no Antigo Testamento da Bíblia.

A esta celebração ficaram associados vários símbolos, decorações e tradições, entre eles os ovos e o coelho de Páscoa. Quem nunca acordou na manhã do domingo de Páscoa para procurar ovos escondidos pela casa? Ou passou horas a pintar e a decorar ovos cozidos para oferecer? Esta tradição milenar associada ao Cristianismo tem, na verdade, uma origem ainda mais antiga.

No Equinócio da Primavera, a 21 de março, já se trocavam ovos para celebrar o fim do inverno e a chegada da época das colheitas. Os agricultores enterravam ovos nas suas terras, na esperança de abundância no cultivo. Esta celebração pagã diluiu-se, mais tarde, nas celebrações da Páscoa cristã e da Semana Santa, tendo o ovo passado a simbolizar a fertilidade e o renascimento de Cristo. Nesta altura começaram a pintar-se ovos de galinha com cores garridas para festejar, desenvolvendo-se verdadeiras obras de arte.

A partir do século XVII, quando o cacau começou a chegar à Europa, os chefes pasteleiros franceses começaram a rechear ovos de galinha com chocolate mas, no final do século XIX, os ovos passaram a ser inteiramente feitos deste ingrediente até aos nossos dias, graças a novos moldes e receitas.

As amêndoas são igualmente uma das grandes protagonistas desta quadra. Muitos acreditam que é a consagração do ovo da Páscoa, outros defendem que o interior e a cobertura deste fruto seco simboliza Jesus Cristo, por este ter uma natureza divina além da sua natureza humana. Certo é que, na Idade Média, era hábito comer amêndoas cobertas com mel, mas com a introdução da cultura da cana de açúcar, desenvolvida pelos portugueses no Brasil, as amêndoas passaram a ser cobertas com este novo ingrediente: o açúcar.

Já o coelho está relacionado com a Páscoa por ser um símbolo de fertilidade, de nascimento, de renovação e de vida. Muitos povos da antiguidade já o consideravam um ser importante nesta época, pois com a chegada da primavera eram os primeiros animais a saírem das suas tocas. Há ainda a teoria de que o coelho, no passado, representava a lua, portanto, é possível que se tenha tornado numa personagem pascal devido ao facto de a lua determinar sempre a data da Páscoa.

Seja como for, nas lojas do nosso Centro não faltam ovos de chocolate, coelhos e amêndoas de todas as cores e feitios para oferecer a quem mais gosta ou rechear a sua mesa no domingo de Páscoa. Deslize na galeria e conheça as nossas sugestões para celebrar esta quadra com muito açúcar e muito afeto.

Categorias
Comida Família
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço