O Estação Viana vestiu-se de arte durante a noite

O primeiro Pulsar de Viana deu-se durante a noite, para que no dia seguinte fosse o seu coração que pulsasse mais forte.

O relógio marcava as 23h quando os últimos clientes saíram do nosso Centro. À mesma altura começavam a chegar os materiais para fazer nascer mais uma edição do Pulsar Viana.

Juntamente com os primeiros pilares que suportariam todas as artes da exposição inaugural desta iniciativa – “Coleções Secretas da Região” –, chega a curadora deste projeto, Iva Viana.

A artista é conhecida pelo seu trabalho – dentro e fora do país – nas áreas da escultura e do estuque, tendo já concretizado projetos em Paris, Polónia e Londres.

Aos poucos, quatro gigantescas estruturas começaram a ganhar a forma e o Estação Viana foi-se vestindo de arte. Destas estruturas, três delas, pertencem às entidades que foram visitadas pela curadora – Casa dos Nichos – Núcleo Arqueológico, Museu do Traje de Viana do Castelo e Museu de Artes decorativas de Viana do Castelo – e que inspirou Iva Viana na escolha do tema da sua exposição: os adornos.

Se procurarmos no dicionário o significado de adorno, este diz que é o que se aplica em um objeto ou pessoa que quer disfarçar a sua simplicidade”, pode ler-se numa das estruturas.

Esta simplicidade é aqui retratada pelas flores brancas que ocuparam a quarta estrutura, dedicada em exclusivo ao trabalho que Iva Viana desenvolveu propositadamente para este Pulsar Viana. A noite já ia longa quando a arte tomou totalmente conta do Estação Viana e as luzes se apagaram. A partir daqui é você o centro de toda a exposiçãoEsperamos por si. 

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço